COMBUSTÍVEIS

Determinação da densidade aparente a 15ºC (ASTM D1298)

DESCRIÇÃO

Consiste num método expedito e não destrutivo de determinação da quantidade de matéria que está presente numa unidade de volume.

 
VANTAGENS

O presente ensaio permite determinar a densidade de qualquer tipo de combustível na seguinte gama de valores: 0,85 a 1,05 g/cm³.

Determinação da viscosidade cinemática a 40ºC e 100°C (ISO 3104 e ISO 8217)

DESCRIÇÃO

A viscosidade corresponde a uma propriedade física que caracteriza a resistência de um dado fluido ao escoamento, bem como à deformação por cisalhamento. Corresponde ao atrito interno nos fluidos devido a interações intermoleculares sendo em geral esta grandeza uma função da temperatura. Para além de ser função da temperatura, em concreto a viscosidade cinemática é função da massa específica do produto.

 
VANTAGENS

O presente ensaio permite determinar a viscosidade do combustível por recurso a um viscosímetro cinemático a uma temperatura específica (40ºC e 100ºC). O ensaio recorre à norma internacional ISO 3104 e permite determinar valores compreendidos na gama 5-700 mm²/s (cSt) mediante o calibre utilizado.

Determinação da natureza da água presente na amostra

DESCRIÇÃO

Método expedito de determinação da natureza da água presente no combustível, nomeadamente se se trata de água doce ou salgada.

 
VANTAGENS

Despistar a presença de sais presentes na água que conduzam posteriormente a fenómenos como corrosão ou degradação de materiais.

Determinação do teor de água pelo método de coluna de petróleo

DESCRIÇÃO

O teor de água de um combustível é controlado de modo a minimizar a possibilidade de problemas de corrosão, especialmente nos casos em que o teor de enxofre é elevado, assim como evitar influências sobre o poder calorífico do combustível. A água aumenta a possibilidade de formação de emulsões o que pode trazer problemas na nebulização do produto.

 
VANTAGENS

Método expedito que permite quantificação do teor de água (entre 0 e 1 v/v%).

Determinação do valor ácido e valor base (ASTM D974)

DESCRIÇÃO

Determinação de constituintes ácidos ou básicos em combustíveis. É aplicável para a determinação de ácidos ou bases cujas constantes de dissociação em água sejam superiores a 10-9.

 
VANTAGENS

Método expedito de determinação do nível de acidez/basicidade do combustível.

Determinação do flash point e fire point em copo aberto (ASTM D92)

DESCRIÇÃO

O ponto de fulgor (flash point) corresponde à menor temperatura à qual um combustível liberta vapor em quantidade suficiente para formar uma mistura inflamável por uma fonte externa de calor. Não é suficiente para que a combustão seja mantida. Por seu turno o ponto de combustão (fire point) é a menor temperatura à qual o vapor de um combustível continuará a queimar durante pelo menos 5 segundos após ignição por uma chama aberta.

 
VANTAGENS

Determinar o ponto de fulgor e ponto de combustão de uma amostra de combustível utilizando o método de copo aberto (de acordo com norma internacional). Permite avaliar a gama de aplicabilidade (combustão) do combustível e avaliar a sua perigosidade.

Determinação do teor de asfaltenas (Reference Spot Test)

DESCRIÇÃO

Asfaltenas são compostos aromáticos mais pesados do petróleo e de maior ponto de ebulição. São formados por anéis aromáticos, apresentando cadeias tipo parafínicas e polaridade elevada. Estes compostos podem causar sérios problemas durante a produção de petróleo. Estes problemas incluem a formação de depósitos orgânicos nos reservatórios e linhas de escoamento, alteração na molhabilidade e a formação e estabilização de emulsões estáveis.

 
VANTAGENS

Método expedito de quantificação do teor destes compostos, por comparação com cartas normativas.

Determinação do índice de aromaticidade de carbono (CCAI) (ISO 8217)

DESCRIÇÃO

Estimar com base no conhecimento de algumas propriedades do combustível o valor do índice de aromaticidade de carbono (CCAI).

 
VANTAGENS

Permite evitar a utilização de combustíveis com viscosidade cinemática e densidade aparente pouco características (baixos valores). Permite fornecer informação a respeito do atraso de ignição do combustível.

Determinação da compatibilidade de misturas de fuel óleo (ASTM D2781)

DESCRIÇÃO

Determinação do grau de compatibilidade de uma mistura formada por diferentes tipos de fuel óleo.

 
VANTAGENS

Trata-se de uma boa forma (expedita e portátil) de medir a compatibilidade de combustíveis marítimos, incluído resíduos e destilados de combustível.

Método de ensaio padrão para determinação da corrosão ao cobre de produtos petrolíferos, pelo ensaio da lâmina de cobre (ASTM D130-18)

DESCRIÇÃO

Determine o grau de corrosividade ao cobre de amostras de produtos petrolíferos contendo uma pressão de vapor não superior a 124 kPa (18 psi) a 37.8°C.

 
VANTAGENS

Permite um processo de envelhecimento acelerado para verificar a presença em equipamentos ou materiais de dano de combustível de metal por reação de oxidação-redução.

Análise qualitativa de espécies ativas de enxofre em combustíveis e solventes (Doctor Test) (ASTM D4952).

DESCRIÇÃO

Método qualitativo de determinação  da presença de compostos de enxofre em amostras de combustível.

 
VANTAGENS

Método expedito para detectar a presença de espécies de enxofre.

Determinação do teor de sedimentos totais por filtração a quente (ISO 10307)

DESCRIÇÃO

Método de determinação de sedimentos totais em combustível residual contendo uma viscosidade máxima de 55 mm²/s a 100°C ou para misturas de destilados contendo resíduos.

 
VANTAGENS

 Permite determinar com precisão (método gravimétrico após filtração a vácuo) o teor de material orgânico insolúvel ou material inorgânico até uma gama de 0,50 wt% para combustível residual ou 0,40% para destilados.

ÓLEOS

Densidade aparente a 15ºC e 50ºC (ASTM D1298)

DESCRIÇÃO

Consiste num método expedito e não destrutivo de determinação da quantidade de matéria que está presente em uma unidade de volume.

 
VANTAGENS

O presente ensaio permite determinar a densidade de qualquer tipo de óleo lubrificante/hidráulico na seguinte gama de valores: 0,85 a 1,05 g/cm³.

Determinação viscosidade cinemática a 40ºC e a 100ºC (ISO 3104 e ISO 8217)

DESCRIÇÃO

A viscosidade corresponde a uma propriedade física que caracteriza a resistência de um dado fluido ao escoamento, bem como à deformação por cisalhamento. Corresponde ao atrito interno nos fluidos devido a interações intermoleculares sendo em geral esta grandeza uma função da temperatura. Para além de ser função da temperatura, em concreto a viscosidade cinemática é função da massa específica do produto.

 
VANTAGENS

O presente ensaio permite determinar a viscosidade do óleo por recurso a um viscosímetro cinemático a uma temperatura específica (50°C). O ensaio recorre à norma internacional ISO 3104 e permite determinar valores compreendidos na gama 5-700 mm²/s (cSt) mediante o calibre utilizado.

Determinação do índice de viscosidade cinemática a 40ºC e 100°C

DESCRIÇÃO

O índice de viscosidade é uma medida amplamente utilizada e aceite de medir a variação da viscosidade cinemática devido a mudanças na temperatura de um produto petrolífero entre 40ºC e 100ºC. Um índice de viscosidade mais elevado indica uma diminuição menos acentuada da viscosidade cinemática com o aumento da temperatura do lubrificante. O índice de viscosidade é utilizado na prática como um único número indicando a dependência da viscosidade cinemática.

 
VANTAGENS

A partir de dados experimentais, possibilita conhecer rapidamente o comportamento tribológico do óleo.

Determinação do teor de água pelo método de coluna de petróleo

DESCRIÇÃO

O teor de água de um óleo é controlado de modo a minimizar a possibilidade de problemas de corrosão, especialmente nos casos em que o teor de enxofre é elevado, assim como evitar influências sobre o poder calorífico do óleo. A água aumenta a possibilidade de formação de emulsões o que pode trazer problemas na nebulização do produto.

 
VANTAGENS

Método expedito que permite quantificação do teor de água (entre 0 e 1 v/v%).

Determinação do valor ácido e valor base (ASTM D974)

DESCRIÇÃO

Determinação de constituintes ácidos ou básicos em óleos. É aplicável para a determinação de ácidos ou bases cujas constantes de dissociação em água sejam superiores a 10-9.

 
VANTAGENS

Método expedito de determinação do nível de acidez/basicidade do óleo.

Teor de insolúveis e grau de dispersão (Reference Spot Test)

DESCRIÇÃO

Determinação da fração de matéria insolúvel presente na amostra de óleo em estudo por comparação com cartas de referência.

 
VANTAGENS

Permite uma rápida determinação do nível de contaminação do presente insolúvel na amostra, bem como o grau de dispersão das amostras (por exemplo: concentração de fuligem). Permite avaliar a necessidade de substituir o produto para não detiorar equipamentos e materiais.

Determinação do flash point e fire point em copo aberto (ASTM D92)

DESCRIÇÃO

O ponto de fulgor (flash point) corresponde à menor temperatura à qual um óleo liberta vapor em quantidade suficiente para formar uma mistura  inflamável por uma fonte externa de calor não é suficiente para que a combustão seja mantida. Por seu turno o ponto de combustão (fire point) é a menor temperatura à qual o vapor de um óleo continuará a queimar durante pelo menos 5 segundos após ignição por uma chama aberta.

 
VANTAGENS

Determinar o ponto de fulgor e ponto de combustão de uma amostra de óleo utilizando o método de copo aberto (de acordo com norma internacional). Permite avaliar a gama de aplicabilidade (combustão) do óleo e avaliar a sua perigosidade.

Método de ensaio padrão para determinação da corrosão ao cobre de produtos petrolíferos, pelo ensaio da lâmina de cobre (ASTM D130-18)

DESCRIÇÃO

Determinar o grau de corrosividade ao cobre de amostras de produtos petrolíferos (por exemplo, óleos lubrificantes) contendo uma pressão de vapor não superior a 124 kPa (18 psi) a 37.8°C.

 
VANTAGENS

Permite um processo de envelhecimento acelerado para verificar a presença em equipamentos ou materiais de dano de combustíveis metálicos por reação de oxidação-redução.